google-site-verification=lVye_3GhixnbQr98N774_HFHsF7BTULAqljtSXVFj8E
top of page
  • Foto do escritorJúlia Guimarães Florim

Conheça o Renda Mais - Novo investimento para complementar aposentadoria


Acaba de ser lançada pelo governo federal uma nova modalidade de investimento de longo prazo atrelado ao Tesouro Direto o Renda mais.




O que é o Renda +

Ele é um título para quem deseja se aposentar e receber renda do valor acumulado após o vencimento do título.


O título vai funcionar da seguinte forma: no site do Tesouro Direto, você vai responder o valor que tem para investir, quando deseja se aposentar e quanto você quer receber de renda da sua aposentadoria.


Depois disso, a calculadora do Tesouro Direto vai te dizer quanto você vai precisar investir por mês durante o prazo de acumulação para depois usufruir de sua aposentadoria.

Você vai separar o seu investimento em duas partes: a acumulação e a renda.


A parte da acumulação é o período que você vai acumular patrimônio fazendo os seus depósitos mensais.


O investimento vai ser feito em NTNBs com vencimento 2032, 2035, 2040, 2045, 2050, 2055, 2060 ou 2065. Por enquanto, vão ser estes oitos vencimentos disponíveis.

No período de acumulação, você vai receber IPCA + juro fixo, que garante um ganho real do seu investimento, que é o ganho acima da inflação.


No período de renda, você vai usufruir do seu investimento feito. Você receberá 240 parcelas iguais de renda durante 20 anos para compor a sua aposentadoria.


Vale lembrar que essas parcelas serão corrigidas pelo IPCA mensalmente.


Custos envolvidos

No Tesouro RendA+, o investidor paga algum valor no resgate, desde que o faça antes do vencimento. Para quem ficar até o vencimento, a taxa é zero, cem por cento gratuita.

Mas essa regra de gratuidade só é válida para quem recebe renda de no máximo seis salários mínimos mensais. Ao ultrapassar este valor, o investidor deverá pagar 0,10% sobre o que exceder.


O imposto de renda segue a mesma tabela da renda fixa. Você só paga IR sobre o valor que receberá de juros.

Por exemplo, se você investiu R$ 100 por mês durante o período de acumulação e lá no período de renda está recebendo R$ 500, o IR de 15% é apenas nos R$ 400 que você teve. Nesse caso, você pagará R$ 60 de IR. Ou seja, você terá R$ 440 na sua conta.


O renda + é um Investimento fácil para quem não tem muito conhecimento no mercado financeiro. Isso porque existem outros investimentos que são mais rentáveis, principalmente para quem deseja rendimentos acima da inflação, como por exemplo fundos multimercados ou até mesmo fundo de ações, que são ótimas sugestões para o longo prazo mas exigem mais cautela em razão dos riscos envolvidos.


Gostou dessa dica?

Comentários


bottom of page