google-site-verification=lVye_3GhixnbQr98N774_HFHsF7BTULAqljtSXVFj8E
top of page
  • Foto do escritorJúlia Guimarães Florim

VOCÊ JÁ SABE QUANDO VAI SE APOSENTAR?

Atualizado: 9 de nov. de 2020


Conheça a importância do planejamento previdenciário
Planejamento previdenciário

Com a reforma da previdência prestes a completar um ano muita gente deve estar pensando em quando vai se aposentar. Quem acabou de entrar no mercado de trabalho, quem já trabalha há muito tempo e até quem já parou de trabalhar. Todo mundo pensa em pendurar as chuteiras de maneira segura, mas o que de fato você tem feito para alcançar esse objetivo?

Após um ano da reforma da previdência o que tenho notado é que as filas do INSS andam cada vez mais demoradas, e com a pandemia do Corona Vírus, tudo ficou ainda pior.

Agências fechadas e um atendimento eletrônico aquém das expectativas dos usuários.

Infelizmente as mudanças na legislação previdenciária são muitas e na maioria das vezes a complexidade da matéria dificulta o entendimento até mesmo para advogados, e é por isso que muita gente ingressa com o pedido administrativamente e recebe menos do que deveria de aposentadoria e não pede revisão.

Estimativas apontam que cerca de 3 milhões de aposentados e pensionistas podem estar recebendo um valor de benefício inferior ao que teriam direito.

Sabemos que aposentadoria é um assunto que todo mundo cedo ou tarde vai ter que pensar, a idade chega e com ela os problemas de saúde, o cansaço e a desmotivação. Por isso um planejamento previdenciário pode evitar muitas dores de cabeças quando chegar a hora de, efetivamente, pendurar as chuteiras.

Fato é que deixar para ver se está tudo em ordem para aposentadoria quando já se tem o tempo necessário pode gerar muita dor de cabeça e estresse.

Com o adequado planejamento previdenciário, você pode corrigir as contribuições lançadas, saber qual a regra de aposentadoria mais vantajosa e também é possível simular o valor da aposentadoria que você irá receber quando decidir se aposentar.

Na maioria das vezes o CNIS não está com todas as contribuições averbadas e, nesse caso é preciso, antes de solicitar a aposentadoria, comprovar o tempo de contribuição faltante, o que muitas vezes pode ensejar a necessidade de ingressar com ação judicial.

O melhor mesmo é fazer um planejamento previdenciário, através de um acesso simples ao MEUINSS o contribuinte consegue saber se o Extrato CNIS está em ordem e se todas as contribuições estão averbadas.


Estando tudo em ordem é possível fazer uma simulação no portal para saber qual a regra mais vantajosa para aposentadoria dependendo de cada caso.

Algumas situações podem ser corrigidas antes da entrada definitiva do pedido de aposentadoria:

– Contagem de tempo de serviço

– Contribuições com valores incorretos

– Reconhecimento de vínculo trabalhista

Um tempo de serviço não contabilizado ou uma contribuição previdenciária registrada errada são situações que podem impactar tanto no tempo certo para pedir aposentadoria quanto no valor do benefício do segurado.

Perceba a importância do planejamento previdenciário nas notícias divulgadas nos principais meios de comunicação.

Todos os dias o assunto aposentadoria ou INSS está nas principais notícias da internet e isso ocorre por que o INSS ainda falha muito na concessão da aposentadoria e de seus benefícios assistenciais.

Você pode estar se perguntando, mas por que me preocupar com isso agora, ainda tenho muitos anos pela frente e quando eu me aposentar e ver que há algum erro eu peço revisão e fica tudo certo.

É possível ingressar com ação de revisão, é sim, mas você está disposto a pagar o preço? Esperar por pelo menos 5 anos para receber os atrasados é algo que você aceita com tranquilidade? Acredito que não.

Por isso se você ainda não se aposentou, o melhor caminho é um planejamento previdenciário que pode evitar dores de cabeça no futuro ante a espera de um processo de revisão de benefício.

Caso você já tenha aposentado não hesite, procure um consultor previdenciário e verifique a possibilidade de você ingressar com a revisão judicial do seu benefício.




bottom of page