google-site-verification=lVye_3GhixnbQr98N774_HFHsF7BTULAqljtSXVFj8E
top of page
  • Foto do escritorJúlia Guimarães Florim

Prejuízos em bancos e instituições financeiras quando você deve se preocupar?

Atualizado: 25 de jul. de 2022


Nas últimas semanas foram divulgadas algumas notícias sobre o prejuízo de instituições financeiras e bancos que atuam aqui no Brasil.

prejuízos em bancos e instituições financeiras, banco data
Prejuízos em bancos

A notícia pegou de surpresa alguns desavisados que já correram para sacar suas economias e proteger o patrimônio de uma suposta quebra de instituições financeiras como Banco Inter e a Nubank.

Entretanto, a medida é precipitada e revela uma falta de conhecimento sobre o mercado financeiro. Segundo especialistas no assunto um certo prejuízo é natural nos momentos em que as instituições financeiras estão em expansão.

Abaixo segue uma demonstração dos dados de algumas das principais instituições financeiras que apresentaram prejuízo no último semestre.








Além dos números do prejuízo, é sempre bom ficar atento aos índices de imobilização e de basileia da instituição financeira.

Em síntese o índice de basileia determina a relação entre o capital próprio da instituição e o capital de terceiros (captações) que será exposto a risco por meio da carteira de crédito. O índice mínimo exigido pelo Banco Central é de 11%.

Com relação ao índice de imobilização a situação é um pouco diferente. Quanto menor o índice, maior agilidade terá o banco para usar seu patrimônio a fim de honrar seus compromissos. Uma instituição com um índice imobilizado alto, possui bens que não tem liquidez imediata, como imóveis, veículos e materiais. O índice máximo tolerado pelo Banco Central é de 50%.

Para conferir esses dados basta acessar o site www.bancodata.com.br e procurar a instituição financeira para qual se deseja informação.

É importante ressaltar que até mesmo grandes instituições financeiras como Banco Itaú, Santander e Bradesco apresentaram queda no lucro acumulado do último semestre – o que se deve à crise causada pela Pandemia.

Assim, antes de sair resgatando aplicações financeiras e/ou sacando dinheiro das contas, o investidor deve se atentar para o momento econômico atual que estamos vivendo sem deixar de observar os índices de basileia e de imobilização da instituição financeira que usa.

Gostou da dica? Curta e compartilhe.

Toda semana um artigo novo com conteúdo exclusivo.


21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page